Ela está numa fase...









Sabe quando a criança fala "NÃO" independente do que você está falando. É tão impressionante, que quando é alguma coisa que ela acha legal, primeiro ela fala não e depois ela pergunta: "o que vc falou mesmo?!"


Negociar não está mais tão fácil e as vezes tenho que ser aquela mãe que fala: "Você quer ir embora?!? Então pode parar com isso!!" (mesmo sabendo que é uma ameaça sem fundamento, porque na realidade a gente não vai embora).


Estou naquela fase da vida que chama: cuspindo pra cima e caindo na testa...

Eu jurava que nunca faria ameaças ou que usaria terceiros... mas já me vi falando uma vez: "Tudo bem, eu vou ligar para o papai noel e contar isso para ele!"


Oi?!? Sério Damiana!!?


Gente!! Não está sendo fácil... mas nem por isso está ruim. Eu fico observando a maneira como ela está aprendendo a argumentar, como ela faz para procurar aliados e até a forma de aceitar o limite e ir adiante.


É tão lindo acompanhar o desenvolvimento de uma criança. É tão desafiador acompanhar o desenvolvimento de uma criança.


Reconheço feridas minhas nos "nãos" dela e aí o exercício é dar o limite necessário sem misturar as histórias e ter sempre claro que as ações reverberam no tipo de criação e limites com amor e sem violência são uma combinação que vem fazendo sentido aqui em casa.


Agora ela faz uma coisa com a mão, que o povo fala que é igualzinho quando eu tô dando sermão. Arruma os dedinhos e diz: "Gente, vamos fazer silêncio só um minuto que eu vou explicar!".


Sério.


Agora a melhor do ano foi semana passada. Normalmente quando ela fica nervosa, gritando e se debatendo eu pego ela no colo, faço carinho nas costas e falo baixinho no ouvido dela: "Respira, filha, vamos lá... inspira... expira... calma!". Até que ela acalma (segundos, minutos ou horas depois... rs).


Bom, eis que eu fiquei irritada com alguém dos três aqui em casa, não lembro se era Manu, Philipa (cachorra) ou Vini... Comecei a falar alto, dar sermão, dedinho arrumado... pacote completo. Eis que a criatura olha para mim, coloca a mão nas minhas costas e começa: "calma mamãe, respira, vamos lá.... vai ficar tudo bem!"


E eu?!


Respirei. Ri. Abracei.

#limitescomamor #semviolência #MaternidadeConsciente #maternidadereal

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por Mãe Psicóloga. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now